LAR
         

Notícias

 

02/10/2020 - Superintendente e Gerente da Lar Cooperativa são os ganhadores do Prêmio Equilibrista e Revelação de Finanças 2020

01/10/2020 - LAR: Cooperativa agora tem universidade corporativa

04/09/2020 - Terceiro Frigorífico da Lar Cooperativa

27/08/2020 - Após 11 anos, indústria em Caarapó retorna às atividades

21/08/2020 - Cooperativismo: nasce a Lar Cooperativa de Crédito

14/08/2020 - Matelândia: município que mais gerou empregos no PR

16/07/2020 - Lar Cooperativa agora com três frigoríficos!

09/07/2020 - EM TEMPOS DIFÍCEIS, A UNIÃO CONTINUA!

17/06/2020 - Desafio do Quintal – Dia C - Dia do Cooperar em Medianeira será marcado por ação conjunta de combate ao mosquito da dengue.

02/06/2020 - NOTA À IMPRENSA


Anterior | Próximo

1

 

Após 11 anos, indústria em Caarapó retorna às atividades

  27/08/2020

    Com potencial de geração de 300 empregos diretos, a instalação de uma indústria esmagadora de soja na cidade de Caarapó, viabilizada pelo Governo do Estado, recebeu R$ 219 milhões de investimento privado. A expectativa é de que o empreendimento comece a operar já no próximo mês, divulgou nesta semana o governador Reinaldo Azambuja. A ministra Tereza Cristina (Agricultura e Pecuária) confirmou presença na inauguração.

    “Assinamos termo de acordo com a Lar Cooperativa Agroindustrial para o funcionamento desse complexo em Caarapó, que tem bases de armazenamento de grãos em Bandeirantes, Bela Vista e Ponta Porã. Isso mostra a confiança que o empresariado tem em Mato Grosso do Sul, que é cada vez mais competitivo”, destacou o governador.

    O novo complexo industrial da Lar tem capacidade de processar 1,5 mil toneladas de soja por dia. Também é capaz de produzir 300 toneladas de biodiesel a cada 24 horas. Toda a estrutura da indústria ficou parada por 11 anos. Até que foi comprada e revitalizada pela Lar a partir de 2019

    “Estamos investindo em Caarapó já há dois anos para começar a rodar essa indústria de soja que vai processar 450 mil toneladas do grão por ano e gerar faturamento próximo de R$ 1 bilhão. Para isso, o Governo do Estado nos deu condições para podermos operar de forma competitiva”, afirmou o diretor-presidente da Lar, Irineo da Costa Rodrigues. (Bruno Chaves, Subcom/Foto: Edemir Rodrigues)